Aqueles que revolucionam, acabam por liderar outros com seu exemplo. E quem vive como líder, acaba por inspirar à revolução. A lógica é simples. Assim como entender que, no mercado tributário, nós fazemos os dois. 

.

Com certeza você ja ouviu falar do chocolate Kit Kat — um dos mais vendidos do mundo.

Em 1935, uma empresa britânica chamada Rowntree Limited of York lançou um wafer coberto com chocolate. Inicialmente, o nome do produto era Rowntree’s Chocolate Crisp, que posteriormente veio a ser chamado de Kit Kat Chocolate Crisp. 

Independentemente do nome, o grande segredo do sucesso desse chocolate foi a revolução a que eles se propuseram. A história oficial da marca conta que a ideia era desenvolver um snack nutrititivo para ser levado na marmita de trabalhadores.

Assim, surgiu a ideia de adicionar o wafer à composição da receita, aumentando consideravelmente os seus valores nutricionais em relação a outros chocolates. O resultado disso é a própria resposta de mercado.

Após o sucesso do Kit Kat, muitas outras marcas começaram a adicionar o biscoito em suas receitas — e, até mesmo, ir além, com outros ingredientes.

Esse é um pequeno exemplo de algo que acontece com os melhores do mercado, mas não é o único. Podemos citar a Apple, Ford, Tesla, Amazon, Netflix, Microsoft e, mais recentemente, o Tax Group.

Quem faz a revolução acontecer, acaba por liderar outros com seu exemplo. E quem vive como líder, acaba por inspirar à revolução. A lógica é simples. Assim como entender que, no mercado tributário, nós fazemos os dois. 

Os melhores do mercado sempre revolucionam.

E quem revoluciona, lidera.