No meio jurídico, é sempre muito importante cultivar relações de proximidade com os clientes. Mas, agora, nesses tempos de isolamento social e crise econômica, “estar presente” se tornou uma questão fundamental. Para que você consiga converter as dificuldades apresentadas pela crise em oportunidades para sua carreira, caro advogado, será preciso, mais do que nunca, se dedicar à construção de um vínculo forte com seus contatos e público-alvo.

E, sim, este será um desafio à parte diante das atuais circunstâncias, mas ainda que não seja possível contar com a proximidade de reuniões presenciais, existem vários recursos que lhe permanecem disponíveis — como a criatividade e a tecnologia, por exemplo — , bem como há ações bastante simples que podem lhe ajudar na missão de ser um advogado presente e disponível em meio à crise.

E para te inspirar, nós trouxemos algumas sugestões do que fazer para continuar “marcando presença” na vida de seus clientes, mesmo à distância. Confira: 

Entre em contato

Você já pensou em ligar para os seus clientes, por exemplo? Usar o telefone para conversar com seus contatos e saber quais são as principais dificuldades deles em meio à crise é uma atitude simples, mas muito poderosa. Com esse pequeno gesto, você demonstra interesse, preocupação e disponibilidade. Portanto, se você ainda não entrou em contato com eles, faça isso imediatamente. 

Mas não se restrinja a um telefonema. Utilize também outras ferramentas, como o Whatsapp, o Telegram, o Skype, o Hangouts e mesmo o bom e velho E-mail. Mande uma mensagem informando sua disponibilidade para conversar, inclusive por meio de reuniões virtuais. O que mais importa agora é fazer-se acessível, independemente do canal de comunicação escolhido.

Saiba ouvir

Ser um advogado presente também diz respeito à saber ouvir. A proatividade de entrar em contato para saber se um cliente está bem em meio à crise de nada adianta se você não souber escutar e interpretar o que ele tem a dizer.

Por isso, ao conversar com seus clientes, mantenha-se atento. Deixe que eles falem primeiro; que compartilhem suas inseguranças e preocupações. Quando houver brecha, ou solicitação, apresente seus comentários, insights e opiniões sobre as considerações que eles trouxeram. Falar menos, nesse contexto, é mais.

Você pode até mesmo optar por dividir o contato em duas etapas: na primeira ligação, ou mensagem, dê espaço para que seu cliente possa lhe contar do que ele precisa; num segundo momento, então, apresente a ele as suas sugestões e direcionamentos para resolver as dificuldades que ele precisa enfrentar.

Você pode inclusive encerrar o primeiro contato dizendo que irá analisar as informações que ele lhe trouxe e irá pensar em um plano de resolução com as melhores medidas para o caso dele. Isso demonstrará que você é capaz de reconhecer demandas singulares e oferecer soluções sob medida, não apenas um produto ou serviço genérico.

Trata-se de uma atitude singela, mas que fará seu cliente se sentir bastante especial. Só não esqueça da urgência que o momento exige: não tarde em apresentar o seu projeto.

Torne-se uma influência 

Você já pensou no quão difícil deve ser para os seus clientes acompanhar cada mudança que tem sido implementada em razão do Covid-19? Em meio a tantas informações e notícias, você saberia dizer como eles têm feito para identificar o que é real ou falso? E mais, você sabe como tem sido a adaptação deles a cada uma dessas alterações?

Bem, se você não foi capaz de responder a nenhuma dessas perguntas, tenha calma. Isso mudará no momento em que a estratégia de se tornar uma influência passar a fazer parte da sua realidade jurídica nesses tempos de crise. Em primeiro lugar, é importante saber que, enquanto advogado, você possui um papel muito importante a desempenhar no momento em que vivemos agora. A partir de seus conhecimentos sobre a lei, você pode ajudar muito os seus clientes e o grande público, trazendo luz sobre questões controversas e sanando dúvidas. E não pense que isso é pouco. Os seus esclarecimentos podem influenciar tomadas de decisão e mudar os rumos do planejamento de uma empresa. O quão poderoso não é isso?

Então reconheça o seu potencial, mantenha-se sempre atualizado e utilize o seu saber como uma ferramenta para conquistar mais visibilidade. Seja o porta-voz de informações confiáveis, apresentando dados sólidos e interpretações reais sobre os fatos que estão no centro das grandes discussões da atualidade.

E se você tem dúvidas sobre como fazer isso, aqui vão algumas dicas práticas:

Utilize as mídias sociais

As mídias sociais são as principais formas de comunicação da atualidade. Mas agora, elas ganharam uma importância ainda maior, visto que têm sido utilizadas como canal de integração daqueles que estão afastados por conta da pandemia. Portanto, apresentar o seu trabalho por lá é uma aposta certeira para se tornar um mais advogado presente e mais influente.

Você pode criar artigos para compartilhar no Linkedin por exemplo, ou fazer uma enquete no Twitter questionando as principais dúvidas das pessoas em relação a algum tema e responder a essas perguntas em um live no Youtube ou em uma série de Stories no Instagram. As possibilidades são muitas, basta ter altas doses de criatividade.

Faça colaborações

Uma alternativa bastante interessante, principalmente se você não tiver tanta familiaridade com a interação em mídias sociais, é criar parcerias com advogados que você conhece e que possuem grande visibilidade na internet.

Você pode colaborar como convidado em um vídeo, como co-autor de um texto ou como tutor de um workshop, por exemplo. Desde que associado às pessoas certas, essas participações sempre trarão bons resultados para você.

.

.

Gostou das nossas sugestões para ser uma advogado presente? Elas fazem parte do nosso Guia do Advogado em Tempos de Crise, um material feito especificamente para auxiliar os profissionais do meio jurídico a enfrentar momentos de adversidade com astúcia, garra e criatividade. Baixe agora e descubra como se preparar para aproveitar ao máximo as oportunidades que a crise tem a lhe oferecer.

.