Já imaginou receber o seu salário em criptomoedas?

Se isso antes parecia algo extremamente improvável, ou até impossível, agora é mais real do que nunca. 

A Nova Zelândia acaba de se tornar o primeiro país do mundo a legalizar o pagamento de salários por meio de moedas digitais. Uma mudança que muito significa para o avanço desta tecnologia, que ainda enfrenta muita burocracia no âmbito tributário em nível global.

Para regulamentar a nova medida, o país instituiu uma lei que determina as regras e condições para o pagamento via criptomoedas acontecer. Em primeiro lugar, a moeda escolhida pela empresa deverá ser passível de conversão direta para uma moeda ‘tradicional’ — dólar neozelandês, por exemplo. Essa conversão deverá acontecer por meio de uma corretora. 

Sobre as moedas que seriam compatíveis com estes requisitos, é possível citar algumas: bitcoin (inclusive as vertentes Cash e Gold), ether e litecoin

Outra regra é que o funcionário deve ser consultado e propriamente aceitar receber o seu salário através de criptomoedas. Além disso, os valores devem ser fixos e regulares. 

Porém, essa opção só estará disponível aos colaboradores assalariados. Profissionais autônomos não estão inclusos. 

Com início de validade prevista para setembro, a iniciativa da Nova Zelândia pode inspirar mais segurança e levar outros países a adotarem medidas semelhantes. É possível ainda que as empresas se sintam mais confiantes para trabalhar com moedas digitais e, inclusive, que outras moedas virtuais venham a surgir.

.

Gostou dessa notícia? Relembre aqui os nossos outros artigos sobre criptomoedas.

Para saber mais sobre este assunto, baixe o nosso e-book exclusivo “Tributação sobre Criptomoedas”!