• Mapa de navegação

Se você já pensou em atuar na área fiscal e pesquisou sobre o assunto, provavelmente encontrou diversos conteúdos que falam sobre a complexidade do sistema tributário brasileiro. O grande número de legislações — nacionais, estaduais e municipais — gera confusão em quem não possui conhecimentos tributários atualizados. 

As empresas dedicam aproximadamente 1.501 horas por ano às questões fiscais. É muito tempo, não é? Esse dado já dá uma noção da complexidade do trabalho que é realizado pelo profissional que cuida da área tributária de uma organização. Isso porque, além da quantidade de tributos, outros tantos são criados e/ou alterados diariamente. 

Para dar o (necessário e importante) suporte, uma nova figura vem se destacando ao salvar a vida fiscal das organizações: o tributarista. Por ocupar um cargo ainda recente, há quem não conheça o papel desse profissional dentro de uma organização. Com o objetivo de tirar as dúvidas e, quem sabe, ajudá-lo a tomar a sua decisão de carreira, escrevemos este artigo com 8 respostas que você com certeza já buscou.

Confira:

.

Neste artigo você vai ver: 

  • O que faz um tributarista?;
  • Preciso ser advogado para seguir a carreira de tributarista?;
  • Preciso ter alguma formação específica?;
  • Quais as principais características de um bom tributarista?;
  • Preciso saber tudo sobre todos os tributos do país?;
  • Em quais segmentos posso atuar?;
  • Como posso me manter atualizado na carreira de tributarista?;
  • A carreira de tributarista é bem remunerada?

.1.

1. Afinal, o que faz um tributarista?

Esta é a pergunta mais comum de ouvirmos por aqui, e é natural ser dessa forma —  afinal, a carreira de tributarista é bem recente. O tributarista é responsável por compreender as legislações e normatizações que dizem respeito aos tributos da empresa em que atua. O objetivo de quem exerce a função é contribuir para a prevenção de erros fiscais e criar estratégias para —  dentro da lei —  diminuir os gastos tributários da organização.  

Também é papel do profissional da área estar atento às atualizações da empresa que possam impactar o setor tributário — afinal, cada tipo de negócio  contribui com tributos específicos do ramo em que atua, e qualquer mínima alteração pode ter grandes abalos fiscais. 

O tributarista garante, ainda, que a empresa cumpra todas as obrigações — acessórias ou não — impostas pela União, Estados e Municípios, além de auxiliar os gestores nas tomadas de decisões e na busca por novas (e boas) oportunidades de negócios.

Deu pra perceber que estar atento aos detalhes é fundamental, não é?

.

2. Preciso ser advogado para seguir a carreira de tributarista? 

Não é preciso ser advogado para seguir a carreira de tributarista. É importante ser detalhista em suas tarefas, ter familiaridade com números, legislações e tributos, além de estar sempre atento às atualizações tributárias do país, do estado e do município em que a organização atua. 

Costuma-se relacionar a área tributária à vertente da advocacia conhecida por ‘direito tributário’. Porém, são duas funções distintas: enquanto o tributarista lida diretamente com números, estratégias e atualizações fiscais, o advogado atua para prevenir possíveis situações de irregularidade e, caso necessário, defender a organização.

Se você não é formado em direito e deseja ingressar nesse mundo, fique tranquilo. Há espaço para você.

.

3. Mas preciso ter alguma formação específica?

Não existe uma graduação que forme tributaristas. Porém, observa-se que a maior parte dos profissionais do mercado possuem formação em Direito, Gestão Financeira, Administração de Empresas, Economia ou Contabilidade. 

Para construir uma base de conhecimentos ainda mais sólida, é comum que o profissional desta área faça algum curso de especialização em Direito Tributário. 

.

4. Quais as principais características de um bom tributarista?

Assim como os detalhes que salvam a vida fiscal de uma empresa, a principal característica de quem opta pela carreira de tributarista é ser detalhista — afinal, é nos detalhes que se recuperam (ou se perdem) milhões. Uma pequena distração pode fazer com que a companhia pague — por vezes —  muito mais do que o necessário em tributos. Ninguém quer isso, não é mesmo?

Além disso, o profissional precisa saber bastante sobre impostos, taxas e contribuições. Com esses conhecimentos, é possível fazer com que a empresa esteja sempre em dia com suas obrigações fiscais. 

O tributarista que está sempre em busca de conhecimentos se destaca no mercado de trabalho. As legislações fiscais costumam passar por diversas alterações — em âmbitos nacionais, estaduais e municipais. Portanto, é imprescindível estar sempre atualizado para, dessa forma, buscar as melhores oportunidades para a empresa e fugir de problemas. Esteja atento aos cursos, workshops, palestras, artigos e livros que surgem na área. Eles são seus aliados!

Não esqueça de, é claro, ser honesto, ético, comprometido e íntegro. Esse profissional costuma ter acesso às informações sigilosas e financeiras das organizações, e precisa manter o profissionalismo diante dos seus privilégios. 

.

5. Preciso saber tudo sobre todos os tributos do país?

É claro que o ideal é saber tudo que envolve a nossa área de atuação. Mas, somos humanos e já adiantamos: é quase impossível saber de cor todos os tributos nacionais, estaduais e municipais do Brasil. Além da enorme quantidade de legislações fiscais existentes, elas constantemente passam por alterações. E mais do que isso: novas regras são frequentemente criadas.

“O que fazer então?”. Esteja sempre estudando. Todos temos consciência da dificuldade de saber todos os mínimos detalhes sobre a legislação tributária do país, mas buscar aprimorações é fundamental para estar em destaque no mercado. 

.

6. Em quais segmentos posso atuar?

Independentemente da área em que você atua dentro da carreira de tributarista, o foco é sempre buscar — dentro da lei — formas de promover a economia tributária. Costuma-se dizer que os três principais pilares do trabalho de um tributarista são: escrituração e controle; orientação e planejamento tributário. 

O profissional que atua na área de escrituração e controle monitora os prazos de pagamentos de tributos e realiza a entrega das obrigações acessórias da empresa. Além disso, realiza a escrituração fiscal das atividades, organiza todos os tributos que precisam ser pagos e preenche suas respectivas guias de pagamento.

Já o tributarista que trabalha na parte de orientação faz exatamente o que a palavra bem diz: orienta. É ele quem oferece treinamentos à equipe e supervisiona os funcionários da área tributária. Quem ocupa o cargo ainda auxilia os demais funcionários a entenderem as especificidades da área fiscal.

Por último, mas não menos importante, o profissional que atua com o planejamento tributário estuda alternativas para — dentro da lei —  reduzir a carga fiscal das empresas. 

.

7. Como posso me manter atualizado na carreira de tributarista?

Quem atua em um meio que passa por atualizações diárias precisa sempre estudar – independente do cargo que estiver ocupando. 

Já comentamos antes, mas nunca é demais reforçar: esteja atento aos cursos, workshops e palestras que surgem na área tributária. 

O site e as redes sociais do Tax Group, por exemplo, são ótimos aliados. Além de encontrar notícias sobre o mundo fiscal, você também pode estudar através dos conteúdos que produzimos. A gente entende que não é fácil, mas está aqui para auxiliar no que for preciso.

Separamos alguns links de matérias já publicadas com sugestões de cursos para fortalecer o seu currículo:

.

8. A carreira de tributarista é bem remunerada?

Grandes responsabilidades vêm acompanhadas de grandes recompensas, não é mesmo? A área tributarista está em constante crescimento graças às maiores exigências de transparência fiscal por parte dos órgãos governamentais. A remuneração para a atividade varia de acordo com a experiência do profissional, mas fique tranquilo: é possível atingir salários de executivos. Chegar a este destino final demanda esforço, estudo e tempo. Enquanto isso, aproveite o trajeto, estude bastante e conte conosco. Boa sorte!

.

Gostou do texto? Conta pra gente nos comentários se conseguimos ajudar você a entender como é a carreira de tributarista.