Cometer erros é um medo que todos os profissionais possuem. No entanto, existem alguns que são comuns de serem vistos entre os advogados. Em função deles, surgem problemas na carteira de clientes, na sua remuneração e outras questões. Muitas vezes, são erros que nem se percebe, por isso, trouxemos hoje os 5 erros que os advogados cometem e como fugir deles. Confira:

1. Montar um escritório com colegas inexperientes

Esse é um dos erros mais comuns — principalmente entre os recém-formados. Na ansiedade de atuar na área, não são raros os casos em que um grupo de amigos e colegas da faculdade se reúne e começa um escritório.

Obviamente, existem as exceções que dão certo, mas, via de regra, o mercado e os clientes da área buscam por credibilidade e confiança — e não é essa a imagem que um grupo de recém formados passa. O melhor caminho a se seguir no início da carreira é buscar fazer parte de um escritório que já possua essas características para adquirir experiência antes de começar o seu próprio negócio.

2. Cobrar menos para “ganhar” o cliente

Outro erro frequente dos advogados é a autodesvalorização. Não são raros os casos de profissionais que, para garantirem um contrato com algum cliente, cobram um valor abaixo do que realmente vale.

Essa postura, embora seja uma forma de expandir a sua carteira de clientes, acaba por ter um custo-benefício baixo. Ao ter mais clientes, mas recebendo menos por eles, você tem menos tempo para se dedicar a cada um dos casos, tendo mais trabalho para menos rendimentos. A alternativa é cobrar o que, de fato, você acredita que seu trabalho vale.

3. Não investir em networking

Ter um bom relacionamento é uma das melhores formas de construir uma base forte para o seu escritório ou trabalho. Participar de eventos e congressos, ter uma presença digital marcante, estabelecer e evidenciar o posicionamento do seu negócios; todos esses são caminhos para se criar um bom relacionamento.

O grande segredo para não cometer mais esse erro é, quando for estabelecer um novo contato com alguém, não forçar o relacionamento. Lembrar que, para o networking ser produtivo, ele precisa ser vantajoso para ambas as partes, não adianta querer apenas ganhar sem oferecer nada ao seu parceiro.

4. Não planejar o seu tempo

Um dos erros mais cometidos por diversos profissionais é, justamente, a falta de planejamento. Sem organizar o tempo, muitos advogados costumam gastar muito tempo em questões administrativas do escritório e acabam não dando tanta atenção quanto gostariam aos aspectos jurídicos.

A principal alternativa é estudar exatamente como você ocupa seu dia, quanto tempo você despende em cada atividade e, principalmente, perceber quais aspectos da sua rotina você pode otimizar. Às vezes, contratar um funcionário para as partes administrativas pode ser vantajoso, outras não será possível, tudo depende da realidade do seu escritório, mas o importante é planejar.

5. Não dar atenção ao cliente

Dentro de um processo, a parte mais interessada sem dúvidas é o seu cliente. É comum que ele seja um pouco ansioso e ligue ou mande e-mails para saber sobre o andamento da situação. É importante que o advogado sempre retorne, sempre dê atenção para os clientes.

Conhecer o negócio e o perfil do cliente é outra forma de cuidar do relacionamento com ele, estabelecendo uma confiança e um compromisso com ele, mostrando que você realmente se importa com ele. 

.

Gostou das nossas dicas sobre como evitar os erros que os advogados cometem? Que tal aproveitar para conhecer mais do Tax Group! Venha conferir nossos outros conteúdos!